terça-feira, 15 de abril de 2014

5 coisas que eu mais sinto saudade da minha infância

5 – Band Kids

Uma das principais causas desse pequeno otaku gostar de animes. Não tive chance de ver a Manchete porque não pegava na minha casa e sempre fico de fora quando o pessoal lembra com saudades do canal. Até que onze anos atrás começava um programa na tarde da Band com uma japonesa linda em uma roupa colante, um robô bizarro e um olho gigante. O Band Kids foi uma das principais atrações da emissora, possuía os animes Dragon Ball Z, Tenchi Muyo, El Hazard e Bucky, que faziam o programa durar mais de uma hora e meia só com animes e a maioria sem cortes!
O grande problema veio pouco tempo depois: a Band se animou para comprar diferentes animes, só que a maldita censura chegou para ficar e depois o programa, que reprisava Dragon Ball Z milhares de vezes, perdeu a saga Majin Buu para a Globo e com isso a audiência caiu com muita força, forçando o seu fim em 2001. O programa tentou voltar várias e várias vezes, inclusive com o aclamado Cavaleiros do Zodíaco, mas nunca com aquela força de antigamente. Hoje a Band se limita a Power Rangers e reprises estranhas de Cavaleiros. Um triste fim para um programa que me fez tão feliz.
Nota do editor: Ao menos para nós garotos, a lembrança da nossa querida Kira ainda continua firme e forte em nossas mentes. Mas é claro que nós também merecemos o nosso presente que pode ser adquirido clicando AQUI. Relembrar é preciso!

4 – Tazos e a Elma Chips

Antigamente não se podia falar a palavra tazo na minha rua que todo mundo ia correndo ver. Eu como um bom viciado, adorava ir pra padaria comprar o meu Cheetos bolinha por um real, tirar o tazo e dar o biscoito para o meu pai comer. Basicamente foi assim que eu conseguia aumentar minha coleção na época dos Tazos do Looney Tunes.Mas só fui descobrir outro meio de conseguir outros tazos jogando bafo quando chegaram os tazos do Pokémon!
Hora do recreio era aquela correria pegando os tazos da lancheira e descendo pro pátio pra tentar pegar aquele Snorlax do gordinho da 6 série. Tenho muita saudade daqueles 20 minutos de recreio que passavam rapidinho. As figuras dos pokemons já estavam todas descascadas de tanto roçar no chão e quando acabava eu sempre ia correndo na cantina comprar meu chocolate surpresa com cromos de dinossauros (sempre queria pegar a do Tiranossauro Rex). É triste saber que fazem mais de 6 anos que não como um salgadinho da Elma Chips e que faz tempo que não sai um tazo como antigamente. Porque desistiram de investir em coisas assim sendo que hoje temos tantas coisas “colecionáveis” como Bakugan? Vai saber.
Nota do editor: E não podemos esquecer daqueles cardzinhos da Elma Chips de Pokémon que venciamos comparando o poder dos Pokémons! E um tempo depois saíram outros modelos de cards também do Pokémon com os da segunda geração. Tenho as duas coleções completas até hoje. Me invejem.

3 – Tokusatsu

Poderíamos falar aqui só dos Power Rangers e toda a febre que eles causaram na época de seu lançamento.Lembram daqueles bonequinhos que viravam a cabeça pra trás e aparecia eles com o capacete? Era demais cara! Mas antes dos Power Rangers tivemos alguns personagens que realmente ajudaram no sucesso deles. Foram os tokusatsus que eram exibidos na TV brasileira (Manchete, Bandeirantes, Gazeta), alguns na década de 80 e outros na década de 90. Quem não se lembra de Jaspion (o japa-nego com cabelo afro), Jiraya (Eu tinha o disco com as músicas cara!!!), Changeman e o nosso eterno Kamen Rider Black?
Até hoje tokusatsus antigos são lembrados com nostalgia e eu poderia ficar aqui dizendo diversos nomes que fizeram sucesso como Machineman (eu adorava aquela bolinha de baseball falante), Maskman e até mesmo o Ultraman (que não é tokusatsu literalmente, mas tá valendo). Uma pena que hoje em dia, provavelmente esses tipos de heróis não façam mais o sucesso que fizeram em outras décadas (basta ver o fracasso de Ryukendo e a queda de popularidade dos Power Rangers). Resta nos contentarmos com os DVD’s deles (alguns muito mal feitos, diga-se de passagem) e com a lembrança desses carinhas engraçados que nos faziam torcer por eles a cada episódio novo.

2 – Mangás baratos

Antigamente eu conseguia comprar mangás economizando apenas o dinheiro do lanche e do busão, acredite se quiser! Após uns dois dias andando a pé e roubando lanche dos amigos dava pra ir na banca e comprar o meu exemplar de Dragon Ball e ainda sobrava troco para balas de melão.Claro que você tinha o tão odiado formato meio tankohon, mas naquela época eu não me importava muito, e por apenas 3,90 eu me divertia bastante com Dragon Ball, Love Hina, Sakura e Cavaleiros.
Hoje em dia mangás custam em sua maioria 10,90 com o dobro de páginas de antigamente… Entendo que tem inflação, ajuste de preços e tudo mais e ainda dá pra comprar economizando dinheiro de passagem e lanche.. Mas nunca mais vai dar pra comprar aquela quantidade de coisas em apenas uma semana! (Até o Kinder Ovo ta caro, caramba na minha época custava um real!)

1 – Manchete

Ora bolas, como eu posso dizer que o primeiro colocado é a Manchete se lá no quinto eu disse que não pegava o canal na minha TV? Eu devo tudo a minha tia Eliane que fazia praticamente um “trabalho de fansub” pra mim. Meu pai comprou várias fitas VHS quando passamos em São Paulo e deixamos na casa dela. No fim do mês essas fitas chegavam pelo correio com episódios de Cavaleiros do Zodiaco! Sim queridos leitores, basicamente foi assim que eu vi o anime na manchete e sem as malditas reprises, já que ela nem gravava os episódios repetidos.
A rede Manchete foi a maior responsável pela vinda de programas do Japão, os já falados Tokusatsus e animes que se tornaram rapidamente clássicos aqui no Brasil. Os que eu lembro são: Yu Yu Hakusho, Shurato, Cavaleiro dos Zodiaco, Super Campeões e Sailor Moon. Você consegue imaginar um canal de rede aberta que trouxesse essa quantidade de clássicos, sem corte nenhum e comerciais rápidos? Pois é, isso é impossível hoje em dia por causa da maldita censura burra que impera no Brasil. Basta ver o que acontece com Naruto no SBT, que parece ter virado um outro anime totalmente diferente. As crianças de hoje em dia estão sendo tão protegidas de tantas coisas que eu fico preocupado com o futuro dessa geração… Pelo menos temos a internet e podemos ver o que quisermos… por enquanto.
E apenas como um último recado deixar essa imagem linda para o pessoal que viveu nos anos 90, apenas cliquem aqui.

Fonte: Chuva de Nanquim

Postar um comentário