quinta-feira, 17 de julho de 2014

Bomba: Microsoft vai demitir 18 mil funcionários nos próximos meses

Com um novo CEO assumindo seu posto, a Microsoft inevitavelmente passaria por algumas mudanças, mas ninguém imaginava que elas poderiam ser tão profundas. Em um memorando aos funcionários, Satya Nadella comunicou que, nos próximos meses, a Microsoft vai extinguir 18 mil postos de trabalho, sendo 12 mil desses na “divisão Nokia”, recentemente adquirida pela empresa de Redmond.
Essa demissão em massa feita pela companhia, de acordo com seu CEO, não quer dizer que a Microsoft está passando por mal bocados em algum setor ou mesmo na iminência de começar a registrar prejuízo. Pelo contrário. Nadella explica que pretende encolher o corpo de funcionários para tornar uma empresa mais eficiente e, como as funções dos funcionários da Nokia que foram incorporados, em sua maioria, eram bastante equivalentes ao que já havia na própria Microsoft, a empresa deve eliminar essas “figurinhas repetidas”.
Ainda assim, equipes-chave da Nokia serão remanejadas para a divisão de hardware da Microsoft e passarão focar exclusivamente no desenvolvimento de aparelhos com Windows Phone.

Nokia X já era

Sim, o sonho de muita gente, o de ver um aparelho Android da Nokia no mercado, não durou muito. Ao que parece, esse projeto era bem visto apenas entre a direção da empresa finlandesa que, quando foi incorporada à Microsoft, perdeu o poder de manter esse projeto no mercado. E você se perguntava por que a criadora do Windows Phone lançaria aparelhos com Android. Parece que ela nunca esteve muito entusiasmada com a ideia, de qualquer forma.
O pessoal que cuidava do desenvolvimento e do design desses dispositivos será completamente remanejado para a divisão responsável pelos aparelhosLumia, a tradicional linha de dispositivos com WP da Nokia.
Ou as vendas não superaram as expectativas ou a Microsoft realmente não queria ter um aparelho Android no seu porfólio

A maior demissão em massa

A saída de 18 mil pessoas da Microsoft é, de longe, a maior demissão em massa na história da empresa. Em 2009, 5,9 mil foram desligadas durante uma reformulação, tendo essa, até agora, sido a maior demissão já feita pela companhia de Redmond.
Não há qualquer detalhe sobre quais outras divisões da Microsoft, além da Nokia, serão afetadas pelas demissões, mas podemos assumir que praticamente todas elas terão uma ou outra pessoa sendo demitida. Afinal, tirando os 12 mil que sairão da Nokia, ainda restam mais 6 mil pessoas para serem dispensadas.
Também não foi revelado se essas demissões serão feitas mundo afora ou apenas dentro dos EUA e Finlândia (principal base da Nokia).
Fonte: Tecmundo
Postar um comentário