terça-feira, 21 de outubro de 2014

10 recursos que queremos ver no Windows 10

Windows 10 já está surpreendendo muitos usuários, mas a verdade é que, ao menos na versão de testes, ele ainda tem uma série de lacunas. A Microsoft trabalhou para unir os principais recursos solicitados pela comunidade, porém sempre tem uma ou outra coisa que fica de fora.
Nós, como usuários, também sentimos que o sistema ainda está longe da perfeição, seja na questão de recursos, interface ou de pequenas melhorias ferramentais. Sendo assim, separamos algumas funcionalidades que gostaríamos de ver na versão final do sistema operacional.
É claro que nossa lista não é um documento oficial que será considerado pela desenvolvedora, todavia, a ideia aqui é apenas deixar algumas dicas para você perceber como o Windows 10 pode ficar muito mais robusto com mudanças bem simples. A ordem dos fatores não indica a prioridade, portanto o primeiro não é mais urgente que o último — e vice-versa.
Vale adiantar que as ideias aqui apresentadas são apenas algumas das tantas que poderiam deixar o software da Microsoft mais completo. Muitos recursos podem ser implementados com o uso de aplicativos de terceiros, mas há opções exclusivamente dependentes da dona do produto. Após conferir nossa lista, não se esqueça de dar sugestões nos comentários.

Tela de boot elegante

Vamos começar do começo. A primeira mudança que gostaríamos de ver no Windows 10 está logo na tela de carregamento. A Microsoft prometeu um sistema revolucionário, o que justifica o salto da versão 8 direto para a 10, então ela precisa mostrar que seu sistema é realmente diferente e convencer o consumidor de que vale a pena o upgrade.
Assim, achamos um tanto consistente dizer que uma mudança no loading do software seria válida. Há anos o sistema da Microsoft insiste no mesmo tipo de boot, então trabalhar um bocado na apresentação inicial e surpreender o usuário com um novo tipo de boot seria coerente. Mudar o ícone, o fundo e o item de progresso já ajudaria muito.

Escolha sua interface!

A ideia da Microsoft em criar uma única interface para diversos produtos (notebooks, tablets e desktops) é audaciosa, mas, aos poucos, parece que a empresa mostra sinais de que sua tática apresenta alguns inconvenientes.
Assim, a desenvolvedora está fazendo alguns movimentos para voltar atrás e agradar aos consumidores que não conseguiram se adaptar muito bem aos ícones gigantescos programados para a usabilidade em telas sensíveis ao toque.
A prova mais clara nesse sentido é a volta do Menu Iniciar. Entretanto, podemos dar inúmeros exemplos de como a interface moderna do Windows 8 mais atrapalhou do que ajudou: transição problemática, problemas no uso do Desktop em telas touchscreen, confusão na localização de algumas ferramentas e por aí vai.
Uma boa solução seria que o usuário tivesse a opção de escolher se deseja usar a Área de Trabalho ou se prefere a interface com ícones gigantes. Facilitaria para todos!

Configurações disponíveis na interface moderna

Quando a Microsoft lançou o Windows 8, ela optou por manter o Painel de Controle totalmente funcional. A nova interface do programa veio com uma área conhecida apenas como “Configurações” que serve justamente para centralizar as opções de ajustes gerais do sistema.
Acontece que apenas algumas funcionalidades foram transferidas e ajustadas da versão clássica do Painel de Controle para as Configurações. É até decepcionante ver que a Microsoft não fez questão alguma de finalizar seu produto antes de levá-lo ao consumidor. Só esperamos que o Windows 10 venha com essa seção totalmente pronta para uso.

Renovação de todos os ícones

Conforme apontamos em nosso artigo com as primeiras impressões do Windows 10, o novo software da Microsoft ainda está bem rudimentar. A desenvolvedora veio cheia de novidades para agradar seus usuários, mas há algumas personalizações que ainda estão inacabadas.
A principal mudança que ficou pela metade foi a troca dos ícones. Vários elementos visuais já acompanham a simplicidade imposta na interface, mas ainda há muitos elementos tridimensionais que destoam do todo. A versão final precisa ter uma remodelagem completa nesse sentido ou o sistema vai ficar um verdadeiro remendo.

Contas locais simplificadas

A Microsoft entendeu bem que o caminho para o futuro é na nuvem. Contudo, devido aos novos recursos de login na web e sincronização, a empresa acabou complicando o meio de campo para quem pretende usar funções básicas e se manter no bom e velho esquema de utilização local.
É bem pouco provável que o Windows 10 traga configurações nesse sentido, mas achamos que seria sensato ter uma opção simplificada para quem não quer fazer login. Também seria sensato possibilitar a utilização da Store e de outros apps sem uma conta Microsoft, afinal, as pessoas sempre baixaram programas gratuitos sem precisar se identificar.

Windows Explorer com abas

Muita coisa no Windows foi atualizada, mas já passou da hora de o aplicativo de navegação do Windows se modernizar. Ele está com uma cara mais simpática, ícones grandes e novas funções, mas há um recurso que pode facilitar ainda mais: as abas.
Copiar arquivos entre janelas é bem fácil, porém não custaria nada implementar um sistema de abas que pudesse poupar espaço de tela e ainda permitir uma navegação tão fluida e simples como a que temos hoje nos navegadores.

Ambientes virtuais diferenciados

A implementação de novos múltiplos ambientes de trabalho foi um passo adiante, mas a Microsoft ainda não mostrou domínio sobre este tipo de recurso. A verdade é que essa funcionalidade já existe há anos em outros sistemas.
Não é vergonha alguma copiar uma opção inteligente, mas se é para fazer algo, a desenvolvedora deve fazer com o máximo de perfeição. A solução adota no Windows 10 ainda é bem rudimentar, o que pode deixar o usuário um pouco confuso.
Seria bem interessante se a dona do sistema operacional fornecesse opções para personalizar mais os ambientes, adicionando configurações para trocar o wallpaper e usar diferentes ícones. É uma coisa simples que pode facilitar a vida do usuário.

Tiles totalmente personalizáveis

A Tela Iniciar do Windows 8 foi uma verdadeira revolução, mas mesmo com o update do sistema, ela não oferece muitas opções para configuração do visual. Ainda que não seja o fim do mundo, a falta de configurações para mudar o visual deixa o sistema bem sem graça.
Há alguns apps de terceiros que trazem funcionalidades para você alterar as tiles conforme quiser, mas acreditamos que o Windows 10 já poderia trazer esse tipo de recurso. Já pensou que legal poder definir o fundo individual de cada tile, inserir um ícone personalizado (com alta resolução), escolher a fonte e realizar outras modificações? Isso seria perfeito!

Charm realmente charmosa

A barra lateral do Windows 8 veio para facilitar a vida, mas ela tem poucos atalhos e não há opções para o usuário personalizá-la de acordo com suas necessidades. Sinceramente, não seria pedir muito para fazer um update nessa área do software, já que temos que conviver (mesmo que só esbarremos nela) com ela diariamente.

Updates melhores e mais rápidos!

Por fim, temos que reclamar — e com muita razão — das atualizações do sistema. Não seria pedir muito para que a desenvolvedora disponibilizasse novidades anualmente. E não estamos falando de pouca coisa como um simples atalho para a Tela Iniciar (como aconteceu no Windows 8.1).
Para quem já é usuário de longa data, sabe bem que a Microsoft nunca foi atenciosa nesse sentido, lançando updates através de uma central bem desorganizada. Na maioria das vezes, as atualizações eram apenas para correções de bugs, sendo que o usuário só tinha algum novo recurso ou mudança visual com a chegada de um novo sistema.
Se a Microsoft quer conquistar os consumidores, é de suma importância que ela invista no lançamento mais frequente de updates e que tragam novidades importantes. O usuário paga caro pelo produto e merece um suporte aprimorado nesse sentido. É claro que todas as atualizações devem ser gratuitas, como as concorrentes já fazem!

Outros recursos seriam bem-vindos

Bom, as melhorias supracitadas são apenas algumas das tantas que a Microsoft poderia realizar até o lançamento da versão final do Windows 10. Entretanto, há uma série de outras modificações que poderiam deixar o sistema ainda mais completo, como é o caso de novas animações e de aplicativos mais integrados.
Você tem outras sugestões? Aproveite o espaço de comentários para nos contar se você está satisfeito com o sistema e o que gostaria de ver na nova versão.
Fonte:TecMundo
Postar um comentário