quarta-feira, 29 de outubro de 2014

Dinheirão: Microsoft entra no top 10 das empresas mais lucrativas do mundo

Entre os aficionados por tecnologia há um costume antigo de falar mal da Microsoft, mesmo quando ela está acertando e lançando produtos de qualidade. Porém, como é possível ver em uma lista publicada pelo jornal USA Today, a empresa está provando com números a sua força e mostrando a que veio, sendo colocada entre as dez empresas mais lucrativas do mundo.
A lista feita pelo periódico engloba as 20 companhias que mais lucram na atualidade, sendo massivamente povoada por empresas do ramo de energia, como a russa Gazprom e a gigante norte-americana Exxon Mobil, e também bancos, um dos setores da economia que bate recorde de lucro todos os anos.
Tendo concorrentes dessa magnitude, a Microsoft figura em 10º lugar, com um lucro estimado de US$ 22,1 bilhões – aproximadamente R$ 54 bilhões, nada para se envergonhar. No ramo da tecnologia, apenas duas outras empresas estão à frente da companhia: a Samsung (6º), com ganhos de US$ 27,2 bilhões (R$ 67 bilhões); e Apple (2º), colhendo o fruto dos novos lançamentos com lucro de US$ 37 bilhões (R$ 91 bilhões).

Top 10 empresas de acordo com o lucro líquido

1. Industrial and Commercial Bank of China (US$ 42,7 bilhões)
2. Apple (US$ 37 bilhões)
3. Gazprom (US$ 35,7 bilhões)
4. China Construction Bank (US$ 34,9 bilhões)
5. Exxon Mobil (US$ 32,6 bilhões)
6. Samsung Electronics (US$ 27,2 bilhões)
7. Agricultural Bank of China (US$ 27,1 bilhões)
8. Bank of China (US$ 25,5 bilhões)
9. BP (US$ 23,5 bilhões)
10. Microsoft (US$ 22,1 bilhões)
A maior parte dos ganhos da Microsoft vem do licenciamento de produtos para o setor empresarial, como a suíte Office, as várias versões do Windows e também soluções para servidores. Apesar disso, é esperado que os smartphones e tablets da empresa comecem a trazer ainda mais lucros, assim como os serviços de computação na nuvem.
Será que o novo sistema operacional da companhia para mobile e PCs vai dar uma fortalecida para o ranking do ano que vem? Deixe sua opinião nos comentários.
FONTE(S)
Postar um comentário