quinta-feira, 2 de outubro de 2014

Porque seria interessante termos um Windows Phone da fabricante chinesa Xiaomi?

Xiaomi é uma fabricante de celulares chinesas que vem ganhando muita notoriedade no mundo da tecnologia nesses últimos 4 anos. O porquê disso é que a empresa vende aparelhos com especificações de modelos top de linha por preços de mid-ends.
xiaomi-logo
A estratégia deles é simples: lucrar o mínimo possível para ganhar em volume de vendas. Outra forma deles ganharem dinheiro e com a venda de acessórios, que são muitos por sinal. Tudo é vendido com exclusividade pela sua loja online, na certa para que eles tenham um maior controle dos preços.
Recentemente eles impressionaram o mercado mobile ao vender cerca de 60 mil unidades do modelo com Android Redmi 1S em apenas 13,9 segundo no mercado indiano. E olha que o Redmi 1S não é nem lá “Isso tudo”, porém, como custo benefício ele dá um show, já que custa apenas 6 mil rúpias, ou R$ 242, e vem com um processador Quad-Core da MediaTek de 1.6Ghz, 1Gb de RAM, 4Gb de memória interna, tela de 4.7 polegadas com resolução HD, câmera traseira de 8mpx e frontal de 1.3mpx.
Xiaomi Redim 1S
Custando cerca de U$ 530, ou R$ 1200, o modelo mais top da marca, o Xiaomi Mi4, por exemplo, chegou com o slogan de “o smartphone mais rápido do mundo”, e mesmo não sendo, impressiona por suas configurações e acabamento, já que ele conta com um….
  • Processador Quad-Core Qualcomm serie Snapdragon 801 com 2,5Ghz de velocidade Adreno 330
  • Tela de 5 polegadas com resolução full HD (1080p) com 441ppi
  • 3Gb de memória RAM
  • 16 ou 32Gb de armazenamento interno
  • Câmeras com lentes da Sony na traseira com 13mpx com sensor CMOS
  • Câmera frontal de 8mpx (isso mesmo, 8mpx, não foi um erro de digitação)
  • Conexão 4G
  • Bateria de 3080mAh
  • Medidas: 85 cm x 13,92 cm x 0,89 cm
  • Peso: 149g
  • Além do básico: Wi-Fi, Bluetooth 4.0, NFC, GPS, etc
xiaomi-mi4-e
O Mi4 roda o Android 4.4.2 com uma UI modificada chamada de MIUI 6 feita pela própria Xiaomi. Qualquer semelhança do Mi4 com o iPhone 5 não é mera coincidência, já que um representante da empresa já deixou bem claro que a Apple é uma empresa que tem excelência em design, e que serve de inspiração para as demais.
O vice-presidente global da Xiaomi é brasileiro: Hugo Barra, que no ano passado trocou o Google, onde representava o Android, pela promissora fabricante chinesa. Há alguns meses, ele promove os planos de trazer os aparelhos da empresa para o Ocidente, começando pela América do Sul, onde o Brasil é o maior mercado consumidor.
O nome Barra lembra algo? Sim, claro, Jonas Marra da novela “Geração Brasil” da Globo e seus celulares “xing-lings” da linha Marra, que na verdade eram Lumias 520. Essa conclusão é nossa OK?. O interessante é que a Xiaomi abriu recentemente um escritório aqui no Brasil, e possivelmente devemos ver algum modelo da marca sendo vendido por aqui em algum momento de 2015, ou quem sabe até antes.
Depois de conhecermos bem a Xiaomi chegou a hora de responder a pergunta da chamada do post, se é que já não deu para responder… seria muito bom ver a Xiaomi vender modelos com WP porque eles têm uma grande vantagem comercial onde a penetração do Windows Phone é pequena ainda, como na China, Índia e Brasil. Todos são grandes mercados consumidores de produtos na faixa de preço dos modelos vendidos por essa “Apple Chinesa”.
Imagina um Mi4 rodando o Windows Phone 8.1 e custando menos de U$530? Seria uma concorrência tamanha para a Microsoft, HTC e demais OEMs do WP, forçando para baixo o preço dos modelos mais caros. Quem sabe um dia…
Xiaomi Mi4 com Windows Phone header

Fonte:WP
Postar um comentário