quinta-feira, 29 de agosto de 2013

Semanada – One Piece #717: Os Esquecidos de Dressrosa


headerFinalmente um capítulo mais legal de comentar!
Ok, ok, eu posso estar exagerando, mas é que os dois últimos capítulos foram muito focados em porradaria, e mesmo que possam ter sido divertidos, acabam não tendo muitos fatores dignos de discussão, ou coisas assim. Esse já teve revelações, avanço do enredo…

1One Piece #717

Os Esquecidos de Dressrosa
Eu não costumo comentar colorspreads (é só um wallpaper bonitinho dos mugiwaras, não tem o que falar), mas vimos algo interessante nesse, que é a presença do Kinemon e do Law! Confirmados como Mugiwaras já? Tá, não, o Law deve continuar como um aliado durante o resto do mangá (…mas uma fusão de bandos definitiva ia ser maneiro…), mas o Kinemon já está bem encaminhado para ser membro do bando. Ou isso ou ele vai ser tipo a Vivi. Ok, ok, partindo pro capítulo de verdade, vemos uma continuação da luta do Luffy contra o Chinjao.
2E vemos mais informações sobre uma backstory dele com os peixes grandes da época passada. Além do Garp, vimos ele reagindo a menção ao Rayleigh… E ele começou a chorar, depois de mencionar algo sobre um tesouro. A cena foi bem… estranha, na verdade. Foi repentino demais, embora esse possivelmente tenha sido o objetivo. Depois disso, tivemos uma transição de núcleos para o Sanji com o Kinemon, onde descobrimos que os Marines estão cercando o coliseu para capturar todos os criminosos que entraram lá para tentar ganhar a Mera-Mera. Uma ideia inteligente, mas faltou fair-play da marinha aí, ein!!
Também vimos a aparição de um vice-almirante pela primeira vez em muito tempo…. Bastille! Tá, ele não é muito relevante, mas ele estava lá lutando na guerra. Só uma curiosidade mesmo. Bom, após isso, vemos o Franky conversando com o soldadinho, e é aí que temos os plot-twists do capítulo.
3Começamos descobrindo duas “regras” de Dressrosa: Humanos e brinquedos tem que estar em suas respectivas casas antes do toque de recolher, e um não pode ir para a casa do outro em nenhuma circunstância. Franky, tentando refletir sobre isso, perguntou o que eram os “brinquedos”, e assim vimos uma demonstração pelo soldadinho, quando ele mostra ao Franky um brinquedo falando para uma garota desesperado que ele era o namorado dela, que então é dito estar com mal funcionamento e é simplesmente descartado numa espécie de… depósito.
Após isso, o soldadinho indagou um brinquedo-cachorro, que diz ser marido e pai de uma mulher e uma criança próximas… Mas quando o soldadinho pergunta a ela, ela diz nunca ser casada, e é então que temos a revelação: Os brinquedos já foram humanos um dia, e foram transformados por um usuário de akuma no mi quando o doFlamingo chegou na ilha!
Essa parte já tinha sido muito teorizada, era bem esperada inclusive, mas eu pessoalmente preferia antes que não fosse isso… ainda mais dessa forma. Uma Akuma no Mi que causa isso, e permanentemente, me soou meio estranho… Mas o que me fez aprovar essa ideia foi o que o Oda mostrou de que os brinquedos são esquecidos por todos da época em que eram humanos…
4Achei um background até pesado, e queria que o Oda tivesse, não sei, dramatizado um pouco mais a revelação? Merecia mais impacto, acho. Agora, lembram do Kyros? Um cara que foi simplesmente esquecido, mas que foi importante o suficiente pra ter a estátua? Pode ser que ele tenha sido transformado, hein?! (Ou não, mas me pareceu uma ideia interessante). O que não seria legal seria que aquela mulher que apareceu no navio dos Mugiwaras tenha sido a tal usuária e tenha transformado o grupo-Sunny em brinquedos, mesmo. Acharia meio jogado e a personagem pouco interessante pra ser tão relevante. Bem, não sei se vai ser, mas passou pela minha mente e espero que seja outra coisa!
Agora, estou curioso do motivo. O DoFlamingo não pode ter feito isso só “for the evulz”… Depois o Oda fez uma das coisas irritantes dele que é mostrar uma página de como está rolando a luta e depois cortar de novo. Eu imaginava que ele ia fazer isso, mas eu queria ver detalhes da porra da luta do Law – Fujitora – Flamingo….
5Enfim, depois vemos o Usopp com os anões. Após umas conversas meio inúteis, descobrimos que o motivo da revolta dos anões é resgatar 500 companheiros que estavam sendo escravizados e mantidos na “fábrica negra”. E a localização dessa fábrica é… Embaixo do coliseu! Também já teorizado bastante, mas é algo que me agrada bastante, pois unifica essas duas tramas (já mencionei que o Coliseu estava meio jogado) e podemos ter muito mais personagens reutilizados dentre os perdedores. Interessante!
Agora, o Sanji não tinha recebido um endereço diferente, assim como o Kinemon…? Talvez tenham duas fábricas…? E o Flower Field vai ser só o ponto de encontro mesmo? Acho que não foi um capítulo tão bom assim, em ritmo, impacto e tal, mas criou coisas muito interessantes a serem trabalhados nos próximos. O plot de Dressrosa está muito interessante, acho que capítulos e capítulos de lutas randoms é um desperdício.
6

Postar um comentário