sexta-feira, 31 de outubro de 2014

Xbox One dá mais um passo em direção ao seu console “slim”

Indícios fortíssimos indicam que a AMD acaba de desenvolver um chip mais eficiente e poderoso que utiliza a tecnologia de 20 nm para o Xbox One. A informação foi encontrada no perfil de um usuário da rede social voltado para profissionais do mercado, o LinkedIn.
Na página de ninguém menos que o gerente de design dos processadores da AMD, lê-se que ele “planejou e executou com sucesso o projeto da primeira APU para o console da Microsoft, o Xbox One, utilizando a tecnologia de 28 nm e a derivada de custo reduzido com 20 nm”. Ou seja, um novo chip para o console, mais eficiente do ponto de vista energético, já foi criado.

Mas o que isso significa?

Para os que ainda não entenderam qual é a implicação desse avanço, nós explicamos: com ambos os consoles da nova geração se aproximando da data em que completam um ano, é natural pensar que a Sony e a Microsoft estejam planejando lançar versões “slim” de seus video games. A informação vazada “acidentalmente” pelo funcionário da AMD indica que isso pode estar muito próximo de acontecer com o Xbox One.
Como já sabemos, a tecnologia fica menor e mais poderosa de acordo com a densidade de transistores presentes em uma única peça de silício, quantidade que é medida em nanômetros. O Xbox One e PS4, atualmente, possuem processadores fabricados utilizando a arquitetura de 28 nm.
A utilização de chips com arquitetura de 20 nm permitiria uma eficiência energética melhor o que resulta em uma menor geração de calor e, consequentemente, uma menor necessidade de investir em sistemas de arrefecimento. Há outras variantes envolvidas nesse processo, mas a esperança da Microsoft é se apoiar no feito para lançar o Xbox One “slim”.
Sistemas de resfriamento menores permitem que toda a carcaça do console também encolha, o que é um grande passo para o que a companhia quer. A empresa também sinaliza que está a procura de alternativas que simplifiquem a produção do Xbox One como um todo, como investidas no campo da memória RAM e do chip gráfico, mas não há nenhum indicativo de quando tudo isso finalmente vai ser concluído.
FONTE(S)
Postar um comentário